Gata em Telhado de Zinco Quente -TNSJ

Gata em Telhado de Zinco Quente -TNSJ

“Será possível devolver ao teatro aquilo que o cinema fixou para sempre?” Jorge Silva Melo aposta que sim. Com um elenco que conta com Catarina Wallenstein e Rúben Gomes nos papéis que, no cinema dos anos 50, pertenceram a Elizabeth Taylor e Paul Newman, a Gata em Telhado de Zinco Quente dos Artistas Unidos retoma a versão escrita de Tennessee Williams (aquela que o dramaturgo chegou a classificar como “a minha peça preferida”), e não as que o filme de Richard Brooks ou a encenação de Elia Kazan consagraram, contornando vários dos problemas que a peça original colocava. Grande clássico da dramaturgia norte-americana do século XX, Gata em Telhado de Zinco Quente encena a tragédia de uma família de um Sul ainda esclavagista, expondo o tormentoso relacionamento de um jovem casal sem filhos, destruído pelo álcool e assombrado por uma homossexualidade latente, a feroz disputa de irmãos e cunhadas por uma herança iminente, todo um universo familiar corrompido por mentiras e histórias mal contadas, pela ambição, pela indiferença ou insatisfação sexual… “Será possível voltar a pôr no palco estes dilemas, esta ansiedade, esta sofreguidão?”, pergunta Jorge Silva Melo. Nós apostamos que sim.

de 5-22 Fevereiro  ||  4ªf 19:00h  || 5ªf a Sábado 21:00h  || Domingo 16:00h

de Tennessee Williams  ||  tradução Helena Briga Nogueira  || encenação Jorge Silva Melo || cenografia e figurinos  Rita Lopes Alves  || luz Pedro Domingos || som André Pires  || produção executiva João Meireles, João Chicó || com Catarina Wallenstein, Rúben Gomes, Américo Silva, Isabel Muñoz Cardoso, João Meireles, João Vaz, Tiago Matias, Vânia Rodrigues, Rafael Barreto, Inês Laranjeira e Margarida Correia || coprodução Artistas Unidos, Teatro Viriato, Fundação Centro Cultural de Belém, TNSJ

botao subscreva o blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *