FRUTA – importância na alimentação

FRUTA – importância na alimentação

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e com a nova Roda dos Alimentos, devem consumir-se diariamente entre três a cinco porções de fruta, dependendo das necessidades de cada pessoa. De modo geral, a fruta tem uma elevada densidade nutricional e baixo valor energético, o que a torna um bom aliado no controle de peso e combate da obesidade. Mas a ação benéfica da fruta no nosso organismo não se fica por aqui; é intensa e variada, sendo então os frutos alimentos protetores, reguladores e ativadores de funções vitais, sendo que algumas das suas propriedades protetoras, nomeadamente o combate contra o envelhecimento precoce e a prevenção de cancro, se devem ao elevado nível de antioxidantes (vitaminas A, C e E) que possuem e que protegem as células contra os efeitos dos radicais livres. Têm também benefícios a nível da flora intestinal e na regulação do trânsito intestinal, bem como no funcionamento da vesícula biliar. A regulação do colesterol sanguíneo é também influenciada pela maior ou menos ingestão de fruta.

De forma geral, os frutos possuem altos índices de fibras, água, vitaminas e minerais (potássio, zinco, cálcio, magnésio, etc.). Contém também diversos fotoquímicos que são fundamentais para a saúde e preservação dos tecidos celulares.

De acordo com a “Balança Alimentar Portuguesa 1990-2003” revelada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), os portugueses apresentam ainda uma dieta alimentar desequilibrada, com deficit em fruta, produtos hortícolas e leguminosas secas, comportamento este que deve ser alterado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *