Crianças e Exercício físico – actividades após a escola ajudam a melhorar a função cognitiva

Crianças e Exercício físico – actividades após a escola ajudam a melhorar a função cognitiva

Investigadores da Universidade de Illinois, nos EUA, estudaram 221 crianças, com idades compreendidas entre os sete e os nove anos de idade. Estas foram segmentadas em dois, sendo um considerado grupo controlo (não fizeram exercício físico) e o outro grupo frequentou um programa de exercício moderado/vigoroso (“FitKids” – 70 minutos/dia) após às aulas lectivas, durante cerca de nove meses seguidos. Todas as crianças foram submetidas a testes cognitivos e a imagens cerebrais antes e após a intervenção.

Verificou-se que as crianças inseridas no programa de treino diário apresentaram, não só melhorias físicas como também melhorias na flexibilidade cognitiva, que envolve a capacidade de alternar entre tarefas mantendo a sua velocidade e precisão. As crianças do grupo controlo registaram melhorias também, mas mínimas, resultantes apenas do processo natural de crescimento/maturação que ocorreu ao longo dos nove meses. O estudo comprovou que a prática de actividade física duplicou a precisão obtida pelas crianças nos testes cognitivos, tendo-se verificado também alterações nas funções cerebrais, associadas à alocação de atenção ao longo das tarefas e da rapidez do processamento cognitivo.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *